segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Ontem e hoje

Hoje discute-se Eliseu, Sílvio, André Almeida, Samaris, Jimenez, o papel de Jonas e de Gaitan, a aflição de Luisão, Jardel, e Júlio César. A ausência de Pizzi, e até Fejsa. Ontem discutia-se João Pereira, Naldo, Jefferson, Paulo Oliveira. A falta de critério defensivo e ofensivo de Adrien. A falta de profundidade de João Mário para jogar como Ala. Slimani e Teo sem qualidade técnica e tomada de decisão para pertencer a uma equipa top. E é verdade, o Sporting actuou com tais actores,  e hoje o Sporting crê que é muito melhor individualmente que o Benfica, assim como na Luz se pensa que os seus jogadores não servem. O que mudou? Talvez um treinador que valorize, potencie, esconda debilidades, mostre mais e melhores possibilidades para atacar e defender. Se ganha sempre? Não. Mas certamente ganha muito mais vezes do aquelas que perde ou empata.

Por falar em passado e presente, esse mesmo treinador jogou contra um clube que teve Mangala, Otamendi e Fernando (City), Danilo, Casimiro e James (Real Madrid), Alex Sandro (Juventus), Jackson e Oliver (Atlético de Madrid). Sendo que sete desses coexistiram durante pelo menos uma época. Quando se dizia que o Porto era de nível mundial, pela qualidade colectiva e fantástico treinador, sempre foi porque também individualmente os seus jogadores iam mais além. Perceba agora as diferenças e veja agora por si quantos ex SLB lutam agora pela Champions. 

40 comentários:

José Miguel disse...

Blessing,

Nao consideras o VP um treinador de nivel mundial? Sempre achei que essa fosse a ideologia deste blog...

Além disso nesse mesmo período que falas nesses jogadores o Benfica teve jogadores como Saviola, Aimar, Matic, Enzo, Witsel, Rodrigo, Coentrao, Maxi.

Pelo teu texto dá a entender que o actual treinador do Sporting só foi capaz de rivalizar com o Porto gracas ao seu talento individual como treinador.

POC disse...

O problema em Portugal? Quase toda a gente continua a não perceber a diferença entre "jogar à bola" e "jogar futebol".

Nelson Carvalho disse...

David Luiz, Ramires, Matic, Enzo, A. Gomes, Rodrigo, Oblak....
Enfim, se fala nos jogadores ex-porto que estão no Atlético (tão cedo não repetirá a final de 2014), Juventus (tão cedo não repetirá a final de 2015)e os jogadores do city (ano após ano mostram que não têm estofo para a champions) eu tb' posso falar nos jogadores ex-Benfica que estão no Valência e no Atlético.

Sobre os jogadores ex-Porto que estão no Real Madrid, Casemiro já era do RM e já tinha alguma qualidade e na verdade é uma qualidade algo empolada pela CS, Danilo provará que não tem qualidade para o RM e James passa mais tempo lesionado do que em jogo...mesmo quando joga tem fugachos de génio mas na maioria das vezes é inconsequente, apesar de toda a qualidade técnica que se lhe reconhece...acho que a camisola é pesada demais.

No derby de ontem, ao sporting tudo correu bem, e mesmo eles nem estavam a acreditar no que de bom lhe estava a acontecer porque nem sequer tinham justificado 1 golo quanto mais 3 na 1ª parte.
O Benfica tb não? claro que não por isso a questão mental no jogo de ontem viria ao de cimo a favor de quem marcasse primeiro e em sentido contrário de quem sofresse.

E se o 1º golo fosse do Benfica logo aos 9 minutos? o sporting teria a confiança que passou a ter?
em meu entender não, até porque o Benfica até então teve a bola em seu poder e no meio campo do sporting, ou seja entrou melhor o Benfica e pôs o sporting a cheirar a bola, esmo sem criar oportunidades de golo, teve iniciativas de ataque interessantes...o problema foi que sofreu primeiro a equipa que mais debilidades mentais apresenta no momento...o mérito da eficácia e da vitória ao sporting ninguém lhe tira que fique claro.

como se percebe sou SLB, e acho vergonhosa a exibição da equipa, vergonhosa a (má) leitura do jogo por parte de RV, más substituições...ao 2º golo sofrido, cerca dos 20 minutos, deveria ter atuado de imediato e preencher mais o meio campo. tirava jonas e punha pizzi e não era por isso que a equipa deixaria de atacar. Com pizzi a pendular entre o meio campo e o ataque, e descansado com as contas porque samaris mais próximo e almeida mais trinco, pizzi teria mais condições de fazer aquilo que sabe melhor....jogar para atacar e assim aparecer mais junto de raúl....Guedes e Gaitán a serem mais interiores do que extremos, alternando sempre que necessário. Iludir as marcações, que tão bem fez até sofrer o 1º golo.
Mesmo que não desse para virar o resultado, pelo menos tenho a certeza que o meio-campo do sporting, não iria ser o mesmo a trocar a bola com a facilidade com que o fez.

RV ainda não entendeu que o 442 precisa de grandes rotinas defensivas e nem todos os treinadores têm a capacidade de treinar dessa forma, daí que jj tenha dito que tática é a mesma o cérebro já não está lá...

RV tem de ter coragem e largar de vez o suicida 442 principalmente nos jogos de maior dificuldade e equilíbrio.
Mesmo jj perdeu muitos jogos importantes de grau de dificuldade mais elevado por querer jogar sempre com 2 PL.

não percebo nada disto, mas sei que aos jogadores e aos treinadores não basta serem bons uma vez por jogo mesmo que o jogo termine em vitória....porque isso é fácil!!
Têm é de decidir e intervir quase sempre bem, e essa é a parte mais complicada que os grandes treinadores conseguem na maior parte das vezes....os grandes treinadores!!!!

Ao Benfica resta apanhar os cacos, e fazer um reset. Não pensar no título e pensar jogo a jogo porque há uma época inteira para jogar. lutar para a passagem aos 1/8 da LC, jogar com toda alma na próxima jornada e ganhar rotinas de vitórias para o derby taça que está à distância de menos de 1 mês e aí limpar a imagem na garra , na abnegação e na vontade e mesmo que perca, saber que fizeram muito mais que fizeram nos 2 últimos jogos com o rival.
Isso será o mais importante.

VIVA O SL BENFICA SEMPRE

facepalmjpg disse...

Foda-se, Nelson Carvalho... Esse tl;dr todo era para ninguém perceber que era picareta faccioso? Tanto palavreado para nada em termos dizer, apenas um compêndio de desculpas esfarrapadas que toda a gente com juízo já não quer ouvir. Porque é que não vai discutir futebol para o Visão de Mercado? Lá encontra pessoas ao seu nível para discutir alguma coisa que se parece com futebol, não apanha enxovalhos e, além disso, deixa essa coisa do futebol para quem quer mesmo aprender e compreender o jogo.

R.B. NorTør disse...

Facepalm, se fosse fácil não era para os Nélsons desta vida, porque o caminho se faz caminhando e como estão vivos isto são só percalços no caminho dos campeões.

Blessing disse...

José Miguel, o VP é o meu treinador português preferido.

Quanto ao que colocas, depois do primeiro ano, JJ perdeu Coentrão, Ramires, Di Maria, David Luiz. Por isso o período a que se fala foi o da perda abrupta de qualidade individual com o rival a ir no sentido contrário. Desde AVB até Paulo Fonseca, e por último Lopetegui.

Os únicos jogadores de grande nível que o slb teve desde aí foram Matic, Markovic e Oblak. Aimar não foi regular - lesões. E Saviola igual.
Os outros entram na categoria do Witsel, do Enzo, do Moutinho, do Lucho, do Nolito, do Hulk, do Falcão, do Guarin, do Álvaro, do Helton, Javi Garcia, do Garay, do Maxi, Rodrigo, Cardozo, Gaitan, Jonas, Brahimi, Tello, etc. Não é que o Benfica tivesse maus jogadores. E entendem mal os que lêem desta forma. Deve-se entender que os melhores jogadores do Porto eram muito melhores que os melhores do Benfica. E percebes isso pelos clubes onde estão uns e outros. Tens Matic e Oblak, pós o primeiro ano de Jesus em clubes enormes. Jesus basicamente jogava a Champions cá dentro.

Paulo Sérgio Portugal Malheiro disse...

Tire as palas sff...
Obrigado!

Paulo Sérgio Portugal Malheiro disse...

Ou seja com o plantel atual do Fcp...o regresso de Avb não iria acrescentar muita coisa?

NSC disse...

Nélson Carvalho, totalmente de apoio quanto à parte «não percebo nada disto». Tens toda a razão.

Edson Arantes do Nascimento disse...

A equipa do Benfica parece uma manada de bois.

Edson Arantes do Nascimento disse...

A equipa do Benfica parece uma manada de bois.

José Miguel disse...

Blessing, obrigado pela explicacao, agora entendo foi erro de julgamento. Estou de acordo a 100%.

jumço disse...

boa terde

jj ganhou com todo o mérito, está a ser no sporting igual a ele mesmo, top mundial em organização defensiva, depois a atacar é que é diferente, mas é muito bom. nestes jogos está como peixe na água, sem a responsabilidade de ter de assumir o encontro, onde tem de ter a bola, e com ela desiquelibrar. ele prefere desde sempre atacar com espaço e em transição ofensiva ser vertiginoso e ataques rápidos, não é treimador para manter a bola e criar espaços para ir para a baliza. mas para mim ele é bom por isto, ele sabe o que quer e é a idéia dele do jogo, e trabalha isso e tem sucesso por isso.
rv perdeu e perdeu bem. e já perdeu contra outras equipas e vai ganhar, mas também vai continuar a perder. o maior erro dele, na minha opinião e querer estar a trabalhar coisas que não sabe. ele devia devia impor a sua ideia de jogo, o seu cunho, mas não, simplesmente nada, até as equipas por onde ele passou numeadamento o paços tinha mais qualidade de posse. a defender assusta, umas vezes zona outras vezes idividual, poucas linhas defencivas, logo poucas coberturas, jogadores adversários a fazerem progressão com bola e ninguem faz contenção é só recuar, bolas entre o lateral e central entrão muitas, muito espaço entre linhas quando tentão precionar, o redes está sempre entre os postes, tem de jogar mais saido...muito mau, por isso tanta equipa marca golo ao benfica e os jogos são todos uma tremideira. depois a atacar, aquilo sim, não é uma equipa. muitas vezes os 2 medios a ocupar a mesma linha, os avançados muitas vazes os 2 longe sem criar linhas de passe, os estremos muito colados a linha, pouca exploração do jogo interior, depois quando recebem muito jogo individual, não há preocupação dos outros em dar linhas de passe seguras, nem deles em passar a bola, a sair a jogar muito jogador a tras, depois não tem homens para receber há frente e criar, vai muito para a linha de fundo, mas depois até podia trabalhar aquilo de forma diferente(com passe rasteiro atrasado para criar duvida em quem defende, mas não bola pelo ar...)e mais...
já o escrevi no final da super taça, o problema não é a qualidae individual, para mim, o problema é a ideia e aquilo que se quer para chegar ao sucesso, o benfica tem jogadores com qualidade que nem estão a calçar neste momento(cristante, djuricic)e mesmo os que lá estão podem mostrar outra coisa, se lhes for pedida e treinada.

Nelson Carvalho disse...

Ok....Os Nelsons desta vida não percebem nada disto tal como este aqui admitiu.
Já sobre os argumentos dos 'facepalmjpg' dos 'RB Nor Tor' e dos 'NSC' e outros quejandos idênticos, fiquei totalmente esclarecido que percebem de tudo de forma 'crystal clear'!!!!

Eu não percebo mas tenho opinião, vocês percebem e não sabem dar um facto contra o que escrevi...apenas criticar por criticar.

Nunca pensei que este fórum, fosse restrito a catedráticos...mas enfim....podiam ter avisado que era preciso mostrar o CV.

Fico pelo menos satisfeito por se terem dado ao trabalho de me responderem com uma mão cheia de nada e outra de coisa nenhuma.

já agora caro facepalmjpg, devo dizer ainda que a tua inteligência esmaga-me...faccioso acaba por ser quem acusa outros de facciosismo nos outros.
Sou do SLB e sempre serei e se isso é ser faccioso, faccioso tb serei.
talvez se fosse SCP ou FCP não fosse acusado de faccioso não é?...temos pena.

Custa perder para a lagartada?...claro que custa...mas não dói, tão poucas as vezes são.
Afinal, não são os benfiquistas que estão com fome de campeonatos!!!!

VIVA O SL BENFICA SEMPRE

João Santos disse...

" e mesmo eles nem estavam a acreditar no que de bom lhe estava a acontecer porque nem sequer tinham justificado 1 golo quanto mais 3 na 1ª parte."

Nelson, o serbenfiquista fica a um clique de distância, abraço

facepalmjpg disse...

Caro Nelson, a tua opinião vale zero porque está mal informada e tem zero fundamentos. Não sou ou outra pessoa qualquer que tem de provar que está certo, és tu. Enquanto não perceberes isso, vais continuar a levar tau-tau. Paciência.

Gonçalo Vargas disse...

Subscrevo 100%. Adoro é quando ouço dizer que o têm mais raça e atitude porque correm mais e têm mais bola. Certo que tem bola mas 90% das jogadas acabam com 3 passes so para passar o tempo e um cruzamento sem ver. E correm mais porque estão sempre mal posicionados. JJ ao pe de RV é dia e noite.

Contudo, penso que o Sport Gaitán e Lisboa até pode ser campeão se começarem a ser atribuidos pontos pelo numero de cruzamentos realizados.

Saudações desportivas.

Unknown disse...

Boas tardes e parabéns a quem tem vindo a desenvolver este blog. Já a algum tempo que tenho acompanhado o trabalho que aqui se faz, que é importante para quem gosta de football. Gostava que a malta aqui tivesse calma em relação àqueles que menos possuem conhecimentos, como o caso do Nelson. O comentário é legítimo e não ofendeu ninguém, a malta queixa-se dos "nelsons" ( eu próprio) mas ninguém instrui, simplesmente ofende-se. O comentário dele podia ter aberto uma boa discussão. Cabe a quem sabe, instruir e não negligenciar. Por isso não se queixem dos "nelsons" não saberem ver football.

Hélder disse...

Blessing, de uma forma geral concordo, mas naao acho que o modlo do jj seja a solucao de todos os males. Alias, acho que funciona apenas em provas de regularidade e em ligas desiquilibradas.

Acho que tem uma quantidade de defeitos que, por mim, justificariam uma troca de paradigma. Atencao que nao estou a falar em defeitos tipo "nao se qualificar na UCL" ou "nao apostar na formacao". Falo naquilo que se discute aqui, por exemplo:

Incapacidade da equipa controlar o jogo com bola - mesmo em casa mas nao sempre
Desempenho aquém da equipa em jogos fora, principalmente com ciclos de 3/4 dias para preparar o jogo
Inexistencia de um plano B - quando um jogo comeca dificl, normalmente acaba dificil ou aos empurroes.
E a mais gritante para mim - O benfica se jogasse contra uma equipa mais alta, rapida e forte perdia - (tirando a juve em que conseguiu ganhar)
E por fim facto e ele, na minha opiniao, priveligiar os piores atributos nos jogadores - sempre o fisico a frente da inteligencia.


Se isto tuo era suficiente, para mim, para a troca de treinador? Sim, claro. É preciso porcurar sempre melhor, e com um ordenado de 4M€ e por cima de um bi-campeonato, eu trocava.

Se eu trocava pelo Rui Vitoria? Isso é outra questao, que ainda nao tenho elementos suficientes para responder (vi poucos jogos) mas para já, por mim, era nao.

Cumps
(desculpem a falta de alguns acentos mas escrevo de um teclado ingles)

Gonçalo Matos disse...

Nelson,

“E se o 1º golo fosse do Benfica logo aos 9 minutos? o sporting teria a confiança que passou a ter?”
O posicionamento dos jogadores do Sporting tem a ver com treino, com condicionamento, com repetição. Não tem a ver com factores psicológicos.

“em meu entender não, até porque o Benfica até então teve a bola em seu poder e no meio campo do sporting, ou seja entrou melhor o Benfica e pôs o sporting a cheirar a bola”
Mas nunca dentro do bloco, sempre pelas faixas onde é básico defender. O controlo de cruzamentos do Sporting foi perfeito.

“Com pizzi a pendular entre o meio campo e o ataque, e descansado com as contas porque samaris mais próximo e almeida mais trinco, pizzi teria mais condições de fazer aquilo que sabe melhor....
Porque é que o Jonas não pode fazer isto? Parece-me que pendular, que vou assumir que é jogar entre linhas, é algo que o Jonas faz mto bem.

“Iludir as marcações, que tão bem fez até sofrer o 1º golo.”
Sporting não faz marcações homem a homem. A referencia é a bola e a posição do colega.


“RV tem de ter coragem e largar de vez o suicida 442 principalmente nos jogos de maior dificuldade e equilíbrio.”
O problema não é do sistema, é do modelo. O mesmo modelo em 4-5-1 ia dar ao mesmo. As falhas são mto mais graves que a estrutura no papel.

Quem disse...

O serbenfiquista não sustenta a conclusão (certa) a que chegaste.
Há blogs que são mesmo benfiquistas.
Esse que mencionas é um pedaço de excremento que só um ignorante (de blogs) usa como exemplo de blog benfiquista.

Nelson Carvalho disse...

Falar de bola não é aqui...aqui fala-se de futebol (football para alguns)...e a linguagem é ao Luisfreitaslobês...e

De facto é um idioma que eu não domino.

tautau???...talvez um dia consigas!!! Paciência

VIVA O SL BENFICA SEMPRE

R.B. NorTør disse...

Caro Nélson,

O RB não é catedrático da bola, normalmente vem aqui para aprender. Aliás, já frequenta o estaminé há dois/três anos e tem aprendido. Já leu os post mais antigos e tem aprendido. Tenta ver futebol variado para aprender, mas claro que cada um tem a sua vidinha e a menos que se viva da bola, que não é o meu caso, dificilmente se pode censurar quem só vê o futebol do seu clube.

Claro que para isso é preciso ter espírito de perceber que o futebol não se resume a 442 e 451 e 433 ou outra combinação de 10 jogadores de campo. Se fosse apenas isso o resultado do dérbi teria sido certamente outro. Se fosse apenas isso, sofrer um golo aos 9 minutos não intraquilizava ninguém, porque ainda há 81 para jogar. Isso implica no entanto que se quer jogar.

E o que é isso de querer jogar? Querer jogar é perceber que, se a estratégia é cruzar com fartura, é necessário desenvolver um tipo de ataque que possibilite situações como as do segundo golo do Sporting. Com Sálvio e Gaitán e Lima/Jonas/Cardozo o Benfica de Jesus teve muitos golos assim, jogada pelo corredor, penetração junto à linha e passe atrasado para onde um dos avançados aparecia entre as linhas adversárias a finalizar em posição frontal. Cruzamento às vezes ao segundo poste para finalização sem oposição. Ao contrário, raramente se expunha a situações destas.

O Benfica de RV não tem nada disto, nem à frente, nem atrás. O espaço entre sectores vem desde o primeiro jogo da pré-temporada, a ineficácia da forma de defender idem e o cruzamento pelo ar para um ou dois avançados perdidos num magote de gente, ibidem.

Falas da atitude e das substituições. É o que menos interessa! Eu percebo que é complicado perceber isto, eu demorei meses para perceber isso, como picareta que sou, e percebes que nada disso importa. Pouco importa se joga o Almeida, o Pizzi ou o Kroos. Com um treinador da estirpe do RV podes alinhar com Reus, Douglas Costa, Hazard e Matic que arriscas-te a não conseguir segurar o meio campo e a não construir nada na frente. Porque o facto é esse mesmo. O Benfica ganha ou por sorte (Madrid, Moreirense) ou porque os seus intérpretes individuais são muito melhores do que o adversário (Estoril, Paços).

E tenta não replicar o que o RV diz. É o maior compêndio de banalidades que me lembro de ter ouvido e ele só diz aquilo para se convencer a ele mesmo que as coisas estão a corer bem. Pessoalmente, com Europa ou sem ela, com taça ou sem ela, em Janeiro dava lugar a outro. Pior é complicado...

Nelson Carvalho disse...

Caro Gonçalo Matos,

O meu agradecimento ao tempo que dispensou a partilhar a sua argumentação sobre algumas das situações que comentei.

Concordo com tudo o que disse, mas isso não é o contrario do que escrevi antes.

Vejamos, sobre o factor psicológico, dizer-me que não nada a ver com o posicionamento dos jogadores do sporting, eu aceito, mas eu falei de um dos momentos do jogo e foi aí que mentalmente o SLB começou a vir abaixo...até ao 2º golo ainda conseguiu algum discernimento embora sem grande consequência, pese embora o Sporting não tenha mostrado muito mais, já tinha marcado....e essa é a grande diferença

Sobre o sporting a cheirar a bola:"mas nunca dentro do bloco, sempre pelas faixas onde é básico defender. O controlo de cruzamentos do Sporting foi perfeito." Certo, mas atacar pelas faixas é dar profundidade e largura e isso não é problema; o problema tb não foi o controlo perfeito dos cruzamentos, o problema foi não ir à linha e cruzar (cruzamentos feitos no enfiamento da grande área ou de livres a meio do meio campo, óbvio que facilitam a tarefa de quem defende) e ao mesmo tempo os cruzamentos não terem sido feitos com calibre e direção e ainda por cima o maior problema na minha opinião, abdicar do avançado que melhor percebe os movimentos na área para este tipo de ataque pelos flancos: Mitroglou. JJ abdicou de extremos para obrigar o SLB a jogar pelas faixas, sabendo que qualquer perda de bola por parte do SLB ficaria em vantagem no contra-golpe (esta aprendi com o mestre) e apanharia sempre o SLB descompensado. JJ nunca fez isto no SLB e porquê? Porque no SLB não tinha centro campistas com características dos jogadaores que tem no SCP. Se houvesse um Enzo no SCP , eu acho que o meio campo escolhido, seria William e Enzo jogando com 2 extremos e 2 avançados...não tenho dúvidas nisto. De facto as rotinas defensivas do SLB são nulas neste momento, e adicionando a má forma e fraca qualidade de alguns titulares sofrer golos é quase uma certeza a cada jogo. RV ao pretender usar o que está feito, consegue destruir a melhor qualidade (defender bem e com poucos) em 3 meses.

Sobre a entrada de pizzi que sugeri na 1ª parte:
"Com pizzi a pendular entre o meio campo e o ataque, e descansado com as contas porque samaris mais próximo e almeida mais trinco, pizzi teria mais condições de fazer aquilo que sabe melhor....
Porque é que o Jonas não pode fazer isto? Parece-me que pendular, que vou assumir que é jogar entre linhas, é algo que o Jonas faz mto bem." antes de mais onde se lê 'contas' deve ler-se 'costas'. Sim a pendular é jogar entre linhas e isso pizzi sabe fazê-lo bem desde que seja numa vertente mais ofensiva, mesmo sendo um jogador que pode dar uma grande ajuda em momento defensivo porque é rápido (nunca será sequer meio enzo para poder fazer o que enzo fazia)...jonas poderia fazê-lo mas cedo se viu que não estava em dia sim....começa a ser uma certeza que em jogos grandes fica aquém das suas comprovadas qualidades.

(cont.)

Nelson Carvalho disse...

Continuação para Gonçalo Matos

Sobre as marcaçoes: "“Iludir as marcações, que tão bem fez até sofrer o 1º golo.”
Sporting não faz marcações homem a homem. A referencia é a bola e a posição do colega."...Eu sei disse e não referi o contrário...as marcações, sejam individuais sejam 'zonais', existem, certo? a meu ver naquele período inicial o SLB conseguiu isso, colocando até alguns jogadores meio confusos, como joão mário (que me parece que tinha uma tarefa de se colar mais em gaitán e como este começou do lado direito...)..aceito que talvez fosse uma situação consentida pelos verdes...vou ver o jogo novamente porque quero perceber com mais calma as vezes em que cada jogador do Sporting do ataque e meio campo, recuperou bolas com erros forçados e não forçados (parece-me que foram mais as vezes que as bolas foram perdidas por maus passes do SLB do que o contrário.

Sobre o sistema e/ou modelo:
"RV tem de ter coragem e largar de vez o suicida 442 principalmente nos jogos de maior dificuldade e equilíbrio.”
O problema não é do sistema, é do modelo. O mesmo modelo em 4-5-1 ia dar ao mesmo. As falhas são mto mais graves que a estrutura no papel." seja o sistema ou seja o modelo o problema está lá. Acho que cada treinador deve utilizar o modelo em que mais acredita e RV não acredita neste....é um erro grave...mas tb acho que cada treinador deve treinar os seus jogadores para um plano B e C e se for preciso um D...jogos mais complicados com equipas mais fortes ou de igual valia, muitas das vezes não é possível jogar da forma habitual e há que ter capacidade para pôr em prática um futebol em função do adversário o que não é sinal de submissão mas sim de inteligência.


Mais uma vez obrigado pela paciência

VIVA O SL BENFICA SEMPRE

Nelson Carvalho disse...

Caro RB,

Agora sim, aceito que me aches um ignorante do futebol....lol

Não gosto de critica gratuita e penso que ninguém gosta.
Posso estar errado e muito errado, mas se me quiserem criticar que sustentem sff.

Embora não concorde claro está que seja um completo ignorante, porque escreveste por aí várias ideia pre-concebidas sobre a minha pessoa que não são verdade...mas lá está, a vidinha de cada um a cada qual diz respeito.

Eu vejo o futebol que tenho de tempo de ver, mas sendo benfiquista é normal que tente não perder um jogo do meu clube e se assim for não me importo nada de não ver outros jogos.

Eu conheço o LE há anos, mas confesso que nunca aqui comentei (pelo menos não me lembro de o fazer) mas sempre gostei da 'descontrução' que aqui se faz do futebol jogado e pensado.

Eu falei do jogo e só do jogo e no final falei de RV. E quis dizer que se ele quiser ter sucesso no SLB tem de mudar para aquilo em que acredita....embora eu esteja convencido que nem assim ele lá vai.

Não percebo onde repliquei o que RV disse...se aconteceu foi mera coincidência. e concordo palavra por palavra sobre o que dizes sobre ele: "É o maior compêndio de banalidades que me lembro de ter ouvido e ele só diz aquilo para se convencer a ele mesmo que as coisas estão a correr bem"

Não iremos certamente coabitar muito por aqui porque não tenho mesmo tempo para isto, mas irei lendo o LE sempre que possível porque continuarei a querer aprender o muito que há para aprender sobre este futebol.

abraço

VIVA O SL BENFICA SEMPRE

Blessing disse...

Hélder, concordo com algumas coisas. Discordo de outras. Mas a grande questão para lá das questões e não questões é : quem melhor que Jesus, neste momento, para o campeonato nacional?

É isso que para mim fica.

Hélder disse...

Blessing,

Falando de memória, porque não consegui observar o trabalho destes treinadores com tanto detalhe como o JJ, e apenas contando nomes que trocaram de equipa neste defeso:

V. Pereira - este só ficou livre no final e percebo a dificuldade em ir busca-lo
P. Sousa
Sarri

Gajos que Valia a pena arriscar:
Peseiro
Martínez
M. Silva
Paneira

É claro que estamos a comparar um coisa hipotética com 6 anos de trabalho e um bitola sempre elevada, mas acredito que 3 destes tinham condições para fazer melhor (nos meus critérios)

Mas a questão para mim, é que não devia ser nada difícil ao Benfica descobrir um treinador com um modelo melhor que o JJ. Eles tem gente que vê futebol de manhã à noite. Deviam ter uma shortlist de treinadores a contratar, seja da segunda divisão portuguesa francesa ou italiana. E não contratar um treinador por causa da proveniência dos jogadores que coloca a jogar...

FSS disse...

Bom dia.Como este é o meu primeiro comentário, queria desde já felicitar a vossa visão sobre este jogo que tanto nos apaixona e todo o trabalho (pelo menos o mais recente, que é o que tenho acompanhado).

Blessing, tenho uma questão que me tem intrigado desde a escolha de Rui Vitória para "Homem do Tri", se me pudesse responder ficaria bastante agradecido.
Como (ou porquê) é que uma direcção escolhe um treinador que já no Guimarães jogava desta forma? Um futebol de fora para dentro (indo para dentro maioritariamente com cruzamentos), totalmente desapioado, tendo no máximo dos máximos duas linhas de passe aquando da bola no corredor lateral (onde nem os centrais se posicionam da melhor forma para dar cobertura). Quando em desvantagem, ivres a meio campo, ou a meio do meio campo resultam em balão para área... O pouco reluzente, na minha opinião, brilhantismo de RV prende.se apenas a jogos em que não tem de assumir o jogo, perdoem a expressão mas são "jogos à Guimarães". E foi por isso que o Benfica ganhou em Madrid, não teve de assumir o jogo e colheu os louros colectivos devido à inspiração individual de Gaitan.Como é que um grande contrata alguém com uma visão sobre este jogo tão limitada?
Como escolheu a direcção alguém assim? Não vos faz confusão, clubismos à parte, ligar a televisão no fim de semana de manhã na BTV e ver infantis, juvenis e júniores com todos os princípios de jogo bem apreendidos e com imensas soluções para diferentes situações de jogo e muita mobilidade, que vão ironicamente contrastando com o pouco futebol da equipa B e da principal?

Mais, não faz confusão o RV nunca perder com justiça? Na supertaça foi "um detalhe", no clássico foi "a diferença na eficácia" e no derby foi "jogo atípico".

O pior de se ter algumas noções de futebol é saber que o jogo acabou quando o Sporting fez o 0-1. Mete dó ver um jogo do nosso clube e saber que, apos sofrer um golo frente a um rival directo, não consegue ter soluções para dar a volta ao resultado. A reacção à perda da bola por parte do Sporting, mesmo apos o 0-3, põe no bolso a do Benfica?

Como é que ninguém ainda referiu que o Sporting sofre golos contra todas as equipas menos contra o Skenderbreu (??) e o Benfica? Mesmo defendendo bem, todas as equipas conseguem aproveitar a não tao boa transição defensiva do Joao Pereira (e as vezes, Jefferson), mas o benfica em 180 e poucos minutos, nem uma vez entrou com a bola controlada no último terço do Sporting?

Desculpem o tamanho, entusiasmei-me

Helder Silva disse...

Ai Blessing, aonde isto vai chegar... Ainda queres dar tempo ao Rui? Eu confesso que cada minuto que passa é cada minuto que esteve a mais no SLB.

Fernando De Carvalho disse...

James é jogador de "fugachos". Parei de ler aqui.

Mais tabaco nisso.

Nelson Carvalho disse...

Caro Fernando de Carvalho,

obrigado pelo conselho do tabaco, que deve ser a tua escapatória, mas não fumo.

Quando digo que James é jogador de fugachos (de génio), estou a referir-me àquilo que ele tem produzido no Real Madrid. Não é que jogue sempre mal, nada disso...creio que raros são os jogos em que é decisivo. A camisola é pesada, a exigência é maior que em qualquer outro clube no mundo e a verdade é que ele tem estado muito tempo lesionado e quando não está não é titular indiscutível. Até o Gareth Bale tem essa dificuldade e a sua qualidade é inquestionável. Se tiveres factos a desmentirem o que eu escrevi, por favor apresenta que eu farei o meu retratamento.

Aliás tive o cuidado de referir também que é um jogador de uma qualidade técnica muito acima da média....provavelmente seria muito mais útil num Atlético de Madrid, num PSG, ou até mesmo num qualquer dos grandes de Inglaterra.

abraço.

VIVA O SL BENFICA SEMPRE

Blessing disse...

FSS não sei. Não sou da "estrutura".

Hélder, são opiniões. Tão válidas quanto às minhas. Eu, na minha opinião, JJ está super especializado neste campeonato e não existe, de momento, ninguém melhor. Se valia a pena arriscar a mudança, ou afundar os rivais com um tri quase garantido, eu se fosse presidente votava na segunda.

Hélder Silva...

Hélder disse...

Blessing, eu percebo esse ponto de vista. E claro que era o "textbook". Em equipa que ganha não se mexe. Ponto.

Mas depois fica aquele pensamento escondido lá no fundo, por trás de festas no marquês e vendas de 40 Milhoes: "Dava para mais"...

Mas não foi por isso que ele não renovou. Das partes os motivos foram outros...

NSC disse...

Sempre fiquei com um pé atrás com a opção Rui Vitória. Tentei perceber e dar-lhe o benefício da dúvida mas a realidade não colabora. Não havia melhores portugueses? Caramba, eu nem falo no Sousa ou no Pereira, mas qualquer Peseiro ou Carvalhal faria melhor.

Se é para lançar os miúdos não seria melhor o Tralhão?

R.B. NorTør disse...

Para lançar miúdos qualquer catapulta serve...

Rui Cesar disse...

Parece-me que o FSS tocou na questão principal: a escolha do treinador pós-JJ.

A saída do JJ do Benfica é um erro claro, porque com JJ o Benfica era o principal candidato, mas acontece num processo em que não há inocentes.
Se por um lado, a "estrutura" o queria empurrar para fora porque já ninguém o suportava e o JJ continuava a manter o braço de ferro em relação à aposta na formação ("afinal quem manda aqui"?), por outro lado também é óbvio que JJ jogava em vários campos (Benfica, Sporting e Porto) à espera de ver quem dava mais.

O treinador que substituísse JJ nunca teria uma tarefa fácil, mas sendo esse treinador alguém sem um minimo de qualidade na sua ideia de jogo e capacidade em perceber o jogo, o desastre então estava anunciado.

Andam todos os jornais, comentadores e blogs preocupados em arranjar desculpas nos jogadores, nos presidentes, nas estratégias de comunicação, etc.
Mas a resposta para o resultado de domingo está naquilo que se fala neste blog, o jogo que se passou dentro das quatro linhas, e neste caso especifico, a diferença abismal na capacidade dos dois treinadores: JJ vai estar sempre mais próximo da vitória do que o Vitória.

Sandro Barbosa disse...

http://www.maisfutebol.iol.pt/sporting/liga/slimani-nunca-marcou-tanto-vestido-de-verde-e-branco

Eu diria que talvez seja o melhor exemplo. Nem tanto por estes números (que ajudam à argumentação, é um facto) mas mais até pelo seu comportamento a baixar para oferecer apoios, a procurar combinações, a não tomar sempre a mesma opção. Nada disto faz com excelência (nem sequer marca com excelência), mas faz tudo melhor hoje do que fazia ontem, e faz muitas coisas que ontem não fazia; nem bem, nem mal.

IMHO, a longo prazo vai ser ultrapassado neste capítulo, mas neste curto espaço de tempo acho que deve ser aquele onde mais se nota a evolução. Talvez por ser o mais picareta, mas ainda assim.

Baresi disse...

Sou benfiquista e um fã assumido do futebol de Jesus.
VI o jogo ao vivo mais uma vez (como já tinha visto o Benfica em Madrid que só serviu para tapar o sol com uma peneira) e infelizmente esta é/vai ser uma temporada para esquecer.

Jesus escondia as debilidades individuais trabalhando o modelo da equipa, encurtando-a para jogar em 30metros, e logo aí facilitava o trabalho dos defesas porque a equipa não tinha tempo para pensar as jogadas.
Era assim que o Benfica jogava, foi assim que o Sporting se apresentou na Luz.
Falsos extremos a jogar por dentro, os laterais a darem a largura à equipa, fazendo aquilo que o Benfica nunca conseguiu fazer: jogar dentro do bloco.

RV joga com 2 jogadores no meio campo mas em linha, que provoca buracos do tamanho do mundo na equipa; extremos abertos; sectores a jogarem longe uns dos outros; laterais a não conseguirem chegar à àrea adversária (tirando Eliseu)...

Quando ele ao intervalo mete o Fejsa (um jogador limitadissimo na construção, e só não é expulso todos os jogos porque felizmente nunca faz os 90 min), para o lugar de Eliseu, Rui Vitória matou todas as hipóteses de o Benfica ter uma oportunidade de golo contra o Sporting (quanto mais entrar na luta pelo jogo).
No meio de invenções, experiências, um discurso bonito e um cabelo duvidoso, estes 3 meses de Rui Vitória já me tiraram as dúvidas todas.
Mesmo com Red Pass, não volto mais á luz este ano. Gosto demasiado de futebol para ver uma equipa de milhões a tentar ganhar jogos com chuveirinhos para a àrea.

Benfiquista Primário disse...

GOLD na mouche!