sábado, 21 de novembro de 2015

Sporting 1 SL Benfica 1. Tempo regulamentar. Curta.

Superioridade atroz do Sporting. Muito melhor preparado tacticamente para jogar todos os momentos. No futebol tudo muda a um velocidade vertiginosa. Quem diria que nas últimas seis temporadas este nível de superioridade também existiu, mas sempre para o outro lado?

No futebol tudo conta. Tudo influencía. Mas no fim do dia, é o modelo de jogo e qualidade táctica da equipa que eleva ou não as individualidades.

Impossível não recordar o que sempre se disse por aqui em muitos anos. A diferença de individualidades do Benfica para o Sporting nunca foi o que sempre quiseram fazer. Mas umas expremidas e outras no fundo. Hoje, todos os jogadores do Sporting são melhores que os do Benfica?

Um jogo que como referido na antevisão poderia antever situações de jogo mais fáceis de resolver para o Benfica (mais espaço, menos oposição) do que para o Sporting. Todavia, a superioridade táctica é gritante. De olhos fechados joga o Sporting em todos os momentos.

P.S. - A quantos km de Luisão estava Jardel no lance do golo?

10 comentários:

Guilherme disse...

o RV é um génio tactico. tendo o Messi a 100% meteria-o no banco....

#jonas

Carlos disse...

Onde anda aquele comentador que durante todos estes anos achava que o Benfica ganhava "apesar" de JJ?

Paolo Maldini disse...

oh Carlos, gente que não percebe nada de futebol é a grande maioria. Por certo que não era só um. Mas percebo o que dizes. Vergonha alheia!

R.B. NorTør disse...

Eh pá o primeiro golo do Sporting é um manancial de "porquês". Para lá dessa distância entre centrais Porque é que o JC foi fazer de lateral? POrque é que 5 jogadores não conseguem tapar o caminho óbvio para a bola chegar à baliza? Fico fodido com isto tudo...

André Salgado disse...

Comparar a forma como o Sporting hoje ganhou ao Benfica - ainda que com sinal mais dos leões, mas com incerteza e lances de perigo nas duas balizas - com a forma como o Benfica de Jesus se superiorizava ao Sporting, é uma piada.
Também a tentativa de elevar os atuais jogadores do Sporting a grandes individualidades, que só estavam à espera do Jesus para desabrochar e provar serem tão bons como eram os melhores do Benfica, sendo meritória - e uma tese muito popular entre os sportinguistas - não creio que tenha correspondência com a verdade.
Basta recordar David Luís, Garay, Coentrão, Javi, Ramires, Matic, Witsel, Aimar, DiMaria, Saviola, Cardozo, Enzo ou Rodrigo: comparando com os jogadores atuais do Sporting, é fácil perceber que a diferença individual é enorme e não é (só) uma questão de modelo de jogo.
A medida de comparação mais honesta é com a atual equipa do Benfica, que é a menos forte e a mais desequilibrada (como já era um pouco a do ano passado) da última meia dúzia de anos. E ainda assim não existe no plantel do Sporting nada de comparável, em termos individuais, a um Gaitán, a um Jonas ou a um Salvio no seu melhor.
O que está a elevar o Sporting este ano é, de facto, o equilíbrio tático e de modelo de jogo que o Jesus implementou com um conjunto de bons jogadores (mas que não são craques nem grandes individualidades), criando um bom conjunto, fluído e oleado. E o facto do Benfica ter caído uns degraus, quer por desequilíbrios não corrigidos no plantel, quer pela indefinição de uma ideia de jogo que ainda não se percebeu ao Rui Vitória. O resto, como a história das grandes individualidades do Sporting, são mitos urbanos.

RG disse...

"O resto, como a história das grandes individualidades do Sporting, são mitos urbanos."

Tirando a 1ª equipa de JJ na Luz, era um mito urbano ao contrário....mas isso não se deve dizer!

André Salgado disse...

"Tirando a 1ª equipa de JJ na Luz, era um mito urbano ao contrário"

1ª equipa de JJ na Luz (2009/10)
Quim
Maxi.Luisão.David Luís.Coentrão
Javi.Ramires.Aimar.DiMaria
Saviola.Cardozo

2ª equipa de JJ na Luz (2010/11)
Roberto
Maxi.Luisão.David Luís.Coentrão
Javi.Aimar.Salvio.Gaitán
Saviola.Cardozo

3ª equipa de JJ na Luz (2011/12)
Artur
Maxi.Luisão.Garay.Emerson (o patinho feio deste ciclo)
Javi.Witsel.Aimar.Gaitán
Saviola (Nolito).Cardozo

4ª equipa de JJ na Luz (2012/13)
Artur
Maxi.Luisão.Garay.Melgarejo
Matic.Enzo.Salvio.Gaitán
Cardozo (Rodrigo).Lima

5ª equipa de JJ na Luz (2013/14)
Oblak
Maxi.Luisão.Garay.Siqueira
Matic.Enzo.Markovic (Salvio).Gaitán
Rodrigo.Lima

De facto, a qualidade individual era um mito urbano...

DM disse...

André, já tive esta discussão em outro tópico com outros adeptos benfiquistas que por estarem mal-habituados se recusam a ver a verdade. Com JJ, praticamente todos os jogadores parecem melhores do que realmente são! O Benfica em 6 anos teve 2 épocas em que teve mais e melhor qualidade individual que os rivais: na 1ª época de JJ e em 2013/2014. Nas restantes épocas, sempre houve um um desiquilibrio enorme a favorecer o Porto (com Vilas Boas), ou um grande equilibrio entre Benfica e Porto (com Vitor Pereira) ou um equilibrio com o Sporting e desiquilibrio algo acentuado para o Porto (no ano passado). Esta época, com a saida de 2 jogadores que eu considero nucleares (Lima e Maxi) e a lesão de outro (Salvio) o Benfica parte atrás dos outros 2 no que a qualidade individual diz respeito (não muito atrás, ligeiramente atrás). A diferença só não é mais acentuada porque o Sporting perdeu Carrillo (que seria o equivalente ao Benfica perder agora Gaitan). Este era mais um campeonato que JJ se tivesse ficado no Benfica papava com facilidade como o fez no ano passado.
Jardel e Luisão, por exemplo, são um desses exemplos. O que é que Jardel e Luisão têm de melhor que Paulo Oliveira, Indi, Maicon, Naldo? Nada. Nunca foram e nunca serão, individualmente, melhores que os mencionados. E estão atrás de jogadores como o Ewerton (quantos centrais fazem um corte contra o Benfica e ainda entregam a bola jogável no colega?) ou o Marcano (em forma, os melhores centrais da liga e curiosamente ambos esquerdinos). No passado, alguém ousava comparar Luisão com algum desses?
Pizzi, outro exemplo. Um jogador que o ano passado era tido como o sucessor natural do Enzo (esse que desde que largou Jesus têm feito jogos espetaculares!) hoje praticamente 80% dos benfiquistas pede que saia da convocatória para jogar um miudo de 18 anos (Renato Sanches). E podia continuar a analisar as dezenas de exemplos de jogadores que eram fantásticos com Jesus e razoáveis com outros.

O Sporting tem bons jogadores. Não tem um plantel ao nível do 1º ano de Jesus no Benfica ou ao nível do de 2013/2014. Mas tem plantel suficiente para, não havendo uma diferença de qualidade individual gritante para os rivais, superiorizar-se da forma como o fez no Sabado.
Talvez sirva para tanto a estrutura como os adeptos pensarem que não basta investir muitos milhões numa estrutura de formação e andar a promovê-la como a melhor do mundo que torna essa formação um viveiro de Messi's a sair todas as semanas. Talvez sirva para pensarem que algo está muito mal no Benfica quando a primeira opção para extremo direito é o Gonçalo Guedes e a 2ª o Victor Andrade, 2 jovens que nem 20 anos têm. Quiseram vender uma mudança de paradigma como se JJ fosse o culpado da não aposta nos jovens talentos. Porque o Benfica sempre foi, historicamente, um clube de formação de jovens talentos. Agora ficam com os jovens talentos e os títulos, esses, vão-se mudando aos poucos para o outro lado da 2ª a circular. Talvez agora comecem a perceber o que quis quiser dizer o RAP quando disse que mais tarde aquele momento ia ser recordado como um "erro histórico". E que tanto adeptos como comentadores percebam que não há "estrutura" sem "cérebro" :D

RG disse...

DM,

Ainda achas que vale a pena falar? Quando se tenta compara Roberto e Quim com Patricio? Quando se acha que Luisão é de classe mundial ou que Jardel até pode ser o central da selecção portuguesa caso estivesse naturalizado, quando se compara banalidades como Garcia com Elias ou Dier?

É que os meninos esquecem que em Alvalade durante esses 6 anos andaram: Elias, Montero, Ricky, Insua, Cédric, Jefferson, Schaars, Nani,Izmailov, Matias Fernandez, Liedson,Pereirinha, Pranjic, Rojo,Bruma, Dier, Ilori entre outros que facilmente entrariam no plantel ou nos 11 que referiram....mas tendo em atenção que segundo o ex empresário, Guedes vai ser ainda melhor que CR7 os nomes que referi são certamente "piners".

Claro que também se pode falar da quantidade de pernetas que os planteis do SCP tiveram, mas também não podemos esquecer os Melgarejo, Cortez,César entre outros que também rondaram Carnide.

Volto a referir caro André: MITO URBANO!!!!!!!!!!! Mas se ainda tem dúvidas, veja o que tem feito Witsel, Coentrão, Luiz, etc , após deixarem de receber estímulos de treinador top ou, veja o que JJ tem conseguido fazer com banalidades do género de JP,Oliveira, Adrien que hoje em dia até parecem demasiado grandes para o campeonato português.

O que vos iludiu duramente muito tempo, no que à qualidade dos jogadores diz respeito, foi o facto do treinador do clube ter sido quem foi.

Mas sim convençam-se disso e se possível que o actual plantel também é mais forte!

André Salgado disse...

Caro RG,

Em nenhuma linha dos meus comentários pode ler que comparo Roberto e Quim com Patrício (mas já que fala nisso, olhe que não foram os benfiquistas a inventar o “franguício”...), que acho o Luisão de classe mundial ou que o Jardel até podia ser o central da seleção portuguesa. Ou não anda a tomar a medicação ou confundiu-me com outra pessoa.

Do arrazoado de nomes que juntou, Nani é de classe mundial, Izmailov e Liedson já estavam nas últimas e Jefferson ou Insua entrariam nos 11 que referi em relação a Emerson e Melgarejo, mas não com Coentrão e Siqueira. Dos restantes, só posso inferir que o meu amigo é dado à comédia – Montero, Ricky, Schaars, Pereirinha, Pranjic (por deus!) ou Ilori, em particular, são de partir o côco a rir.

“Claro que também se pode falar da quantidade de pernetas que os planteis do SCP tiveram”. Dizer isto quando já se falou de alguns dos nomes supracitados, é humor involuntário de grande categoria. Se o Pranjic ou o Pereirinha não eram dos pernetas, nem quero imaginar quem estes seriam.

“Veja o que tem feito Witsel, Coentrão, Luiz”. Witsel é titular absoluto do Zenit, o mais milionário clube russo, Coentrão joga no Real Madrid e David Luiz está no PSG, o melhor e mais milionário clube de França. De facto, têm carreiras horríveis. Brilhantismo, observa-se na carreira de um Ricky (flop do Norwich, Betis), Schaars (suplente do PSV), Pereirinha (equipa do meio da tabela no Brasil), Pranjic (Grécia) ou Illori (reservas do Aston Villa), verdadeiras vedetas da bola.

Quando o meu amigo finalmente parecia estar a escrever algo com nexo, reconhecendo as “banalidades do género de JP, Oliveira e Adrien” – as palavras são suas e não farei a indelicadeza de contrariá-las -, de seguida espalha-se com o delírio de que “hoje em dia até parecem demasiado grandes para o campeonato português”. Não, não parecem. Parecem exatamente o que são, só que integrados numa equipa que tem ganho. Assim como o Eliseu e o Pizzi foram campeões nacionais mas não foi por isso que a abóbora se transformou em carruagem da cinderela. Como, aliás, o Benfica deveria ter percebido, com ou sem Jesus.

Mas obrigado pelas boas e saudáveis gargalhadas.