segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Antecipar, ver mais longe, decidir.

"Jamais serei capaz de competir com Usain Bolt, não me peçam isso, mas ser lento ou veloz no campo não significa apenas fazer sprints. Há que ser rápido também na cabeça e, a esse nível, não poderia estar melhor. No entanto, fisicamente também não sou dos mais lentos." Schweinsteiger.

4 comentários:

franciscogeraldes disse...

Exactamente, o importante é ser rápido mentalmente. Se for possível combinar os dois óptimo, esses são os grandes jogadores! MAs o mais importante é, sem dúvida, ser rápido mentalmente

Marco Correia disse...

Se ainda não ouviram o Henry a falar do modelo do Guardiola, façam-no.

http://www.101greatgoals.com/blog/thierry-henry-provides-fascinating-tutorial-on-pep-guardiolas-philosophy-video/

Não sei quantas ideias chave a reter em coisa de cinco minutos.

Acho que o que dificilmente a malta vai compreender a total acepção é o "my job is to take you to the last third. Your job is to finish it". Ter um jogador a interpretar o que lhe dizes com este nível de perfeição deve ser uma sensação muito gratificante.

Curiosamente, num jogo contra o Sporting, o Henry diz que contraria o Guardiola e vai para o outro extremo trocar a bola com o Messi. Num destes lances, marca golo e sai ao intervalo a dar 0x1 para o Barça. Quantas pessoas na bancada iam perceber isto? Quantos jogadores? E mais importante, quantos treinadores? E já agora, quantos comentadores?

Dennis Bergkamp disse...

Marco,

Vimos o video ontem. O Titi mostra ser um oasis no meio da malta que fala de futebol na televisao. Nao sabemos qual vai ser o futuro dele, mas se for para se manter na TV a mostrar aos outros como se faz (tal como fez tantos anos em campo) ja esta muito bom.

Em relacao a questao que colocas, quem ]e que precisa de compreender? Bancada, outros treinadores, comentadores.... ou a equipa?

Desde a varios anos para ca, que nas nossas equipas damos missoes muito claras a cada posicao. Aquilo que devem fazer a atacar e a defender.

A mensagem torna-se facil de perceber. Quem cumpre joga... e quem quer jogar tem de cumprir. Substituir o Henry depois de ele marcar um golo tendo um comportamento desadequado mostra a todos, que a equipa ]e mais importante do que o jogador.

Num contexto muito basico, e comum a maioria da malta que esta a iniciar no treino e no jogo, normalmente em borregada sub12, fica muito mais facil explicar a uma crianca (e aos pais da crianca) porque A joga mais tempo do que B. "Como pode ver, os objectivos para a posicao em que ele esta a jogar agora, porque provavelmente vai mudar ao longo da aprendizagem dele, sao mostrar-se em largura aos defesas, pressionar se a bola esta do lado dele/fechar o corredor central se a bola estiver do outro lado. Quando ele fizer isto tantas vezes quanto o colega que esta, neste momento, a jogar na mesma posicao.... joga os mesmos minutos que o colega. Enquanto nao o fizer... joga menos."

Convem que estas pequenas orientacoes, que fazem parte da maneira como se quer jogar, nao mudem muito de uma semana para a outra. A complexidade e variabilidade deve aumentar consuante o entendimento do jogo de quem vai la para dentro mexer na menina.

Diogo Ribeiro disse...


Bom dia, ficaria muito agradecido se fizessem o favor de por o meu blog na vossa lista de blogs.

http://tudosobreoglorioso.blogspot.pt/

Saudações Benfiquistas