sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Aposta mais segura da semana. Liga NOS.


De regresso ao Dragão depois da catástrofe europeia. 
Apesar de um jogo demasiado desconexado, com dificuldades na ligação entre fases (a criação parece sempre deixada de parte, a menos quando Brahimi e Corona surgem a receber a bola) a qualidade individual do FC Porto, gigantesca quando comparada com a da grande maioria da Liga acabará por fazer a diferença. Aboubakar tem tido uma época profícua na finalização. Cada vez mais forte a responder a cruzamentos e nos momentos de procurar a profundidade. Com dois laterais muito participativos nos momentos ofensivos é apenas uma questão de tempo até que o FC Porto se adiante no marcador e termine por vencer a partida


Paços de Ferreira de Jorge Simão, uma das boas surpresas da Liga NOS.
Desloca-se ao Dragão como uma equipa que procura sempre ser ofensiva quando tem a bola, não a entregando sem uma ideia. Destaque para o jovem Jota, um potencial incrível cujas botas fazem sempre a equipa aproximar-se com sucesso de chegar às zonas de finalização.
O seu 433 demonstra algumas dificuldades defensivas nas acções e posicionamentos dos interiores. Pelé, o trinco procura compensar desequilibrios defensivos nas transições, mas por vezes a distância entre elementos torna o seu trabalho insucedido.




Sem comentários: