sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Pontos para RV

Image result for rui vitória1º Não sabemos se é de propósito, mas ter os 2 médios centro baixos faz com que Lisandro e Jardel acabem por participar muito menos na construção.

Isto trás coisas boas e coisas más. O Bom, é que há muito menos perdas de bola e em caso de realmente isso acontecer, a equipa está melhor preparada para a perder. O Mau, é que perde jogadores a frente da linha da bola e é mais difícil construir por dentro, só conseguindo fazer coisas por fora.

Image result for renato sanches2º Durante a primeira parte, estava visível Renato e Fejsa bem baixos a serem eles a construir, e foi visível que a Académica apesar de ocupar razoavelmente bem os espaços centrais, não era muito competente a sair no contra ataque.

Ao intervalo (e dadas as diferenças para a primeira parte, não foi coisa do momento, foi falado no balneário) o Renato passou a aparecer entre atrás da primeira linha de pressão da Académica. Isto fez com que houvesse mais linhas de passe a frente da bola, e ao mesmo tempo sempre que ele recebia ia atrair jogadores da segunda linha, soltando mais os colegas mais adiantados.

O Renato Sanches é um dos principais responsáveis pelas melhorias no jogo do Benfica. Sabe tudo do jogo, e como diz (e muito bem) o podcast do Rui Malheiro, está mais do que habituado a ter a responsabilidade toda em cima dele.

14 comentários:

Diogo Santos disse...

No jogo contra o Astana já me pareceu que os 2 médios estavam sempre lado a lado e perto dos centrais , e com a equipa em desvantagem não consigo perceber como isso iria ajudar a equipa a dar a volta ao resultado. Mas hoje já se viu o Renato mais subido e a fazer ligação defesa ataque.
Dennis, 2 questões, se puderes responder ficarei agradecido. 1, não achas que faltou até agora sempre alguém que ligasse o jogo do Benfica, o tal médio mais adiantado como foi hoje o Renato? E 2, não achas que o portador da bola tem sempre as opções de passe muito longe, o que obriga sempre a passes longos e muitas perdas de bola no corredor central?

zatarra disse...

Também acho que disfarça alguns problemas do Benfica. Mas ao ver muitas vezes o Renato a conduzir a bola pergunto-me aonde andam as linhas de passe da equipa. Muito escondidas na maiorias das vezes. E curiosamente amanhã toda a gente vai destacar o golo, quando estatisticamente a melhor solução seria o passe para o Carcela que abriu a linha de passe no lado direito.

Pedro disse...

"foi falado no balneário"

Temos bufos?
:)

David Cardoso disse...

Fico contente de ouvir algo de bom sobre o RV, vai ser interessante ver a equipa quando regressar o Salvio N.S e caso Cervi venha em janeiro , aos poucos o RV vai montando sua equipa , do ponto de vista defenssivo o SLB ainda me parece algo debil... Para não falar que a organização ofensiva està a cargo da inspiração individual... , diria que na equipa titular só falta o Rebocho :)

Dennis Bergkamp disse...

Quando há uma diferença clara num posicionamento, é óbvio que foi por ordem do treinador. Não acredito que tenha sido só porque sim.

Não é preciso bufos para perceber isso. Tal como o Renato e o fejsa trocarem de lado ao intervalo tb foi ordem. Para proteger o fejsa por causa do amarelo.

Dennis Bergkamp disse...

Diogo Santos,

Sim e sim. Mas está melhor.

Ontem, pelas modificações que aconteceram nos posicionamentos da primeira para a segunda parte da a entender que as coisas estão assim, porque o treinador quer que estejam assim.

Seja para proteger a equipa do contra ataque, seja porque ele se sente mais seguro a construir dessa forma, os posicionamentos são aqueles porque o treinador quer que sejam.

O bom (muito bom até) foi que o jogo estava a pedir outra coisa, e foi essa outra coisa que apareceu. Pizzi e Gaitán nos corredores, sempre a vir para dentro ajuda a criar linhas de passe curtas quando a bola chega a zona de decisão/criação (seja o que lhe queiram chamar). Precisa é de chegar em condições, e é ai que em alguns jogos é muito importante o Renato (ou outro jogador qualquer, ter a capacidade para se mostrar e receber atrás da primeira linha de pressão. Nâo só para atrair a segunda linha e soltar, como para mudar as referências da primeira linha, o que faz com que se consiga ir subindo no terreno de forma sustentada.

Com os 2 MC baixos, a bola para chegar a zonas interiores perto da area, tem de ir primeiro pelos corredores laterais. É outro caminho, talvez menos interessante quando um dos laterais perde bolas constantemente, mas é outro caminho.

Os resultados acabam por validar alguns processos, e mascarar outros.

Fernando Colaço disse...

Por acaso, não sei ouviram o reporter da BTV dizer ainda antes do intervalo, o RV chamar o RS á linha lateral e dizer-lhe para subir mais e ficar entrelinhas. Foi perceptivel que foi o RV quem lhe indicou essa alteração poucos minutos antes do intervalo.

DM disse...

Do pouco que vi a espaços, pareceu-me que estamos a assistir à transformação do Benfica para o famoso modelo do duplo pivot. A paixão de todos os treinadores jovens do momento. Se por um lado, vai dar mais estabilidade à equipa, por outro vai fazer o Benfica regredir 6 anos naquilo que é a matriz de uma equipa que ganha regularmente para uma equipa que ganha às vezes. O Renato é muito forte fisicamente e excelente na condução de bola, mas não me parece que se deva a ele qualquer alteração do jogo do Benfica. Parece que se deve única e exclusivamente ao treinador.

Paulo Silva disse...

Parece- me que a entrada do renato tem sido decisiva, tambem o posicionamento do pizzi, que trouxe outra dinamica ofensiva a equipa. O gaitan a jogar a 10 tem mais liberdade, o meio campo esta a ganhar consistencia e parece que e uma formula que pode resultar

miguelborges6 disse...

Off-topic:https://www.facebook.com/1020634207946920/videos/1101261509884189/

Deixo aqui esta flash-interview porque no fim o Pepa, treinador do Feirense, refere uma frase que vocês vão repetindo pelo blogue. Achei que iam gostar.

"As equipas que jogam bem estão mais próximas de ganhar"

Emanuel Guerreiro disse...


Berkamp,

A propósito de teres falado de zona de decisão ou criação.Na tua visão quantas zonas tem o campo e quais são?

Abraço

Dennis Bergkamp disse...

Emanuel,

Muito sinceramente... acho que depende de quem te vai ouvir.

Se eles tiverem 5 anos, divido o campo em esquerda e direita. Se tiverem 8 Esquerda, direita, centro, frente e tras.

A partir dai... depende daquilo que te da jeito e do que queres ensinar/promover.

E parece mais facil dividir em corredores e sectores do que em zonas. O Build Up, pode ser feito perto da tua area, ou no meio campo. Nao tem de ser uma coisa estanque.. logo, acho que vai depender de quem te esta a ouvir, e daquilo que queres ensinar/modificar

Edson Arantes do Nascimento disse...

O Renato melhora o modelo do Vitórias porque, sem bola, pelo menos sai sempre na contenção e de forma bem feita. E isso é um upgrade que me agrada, porque durante estes meses tem sido incrível o espaço constantemente aberto para o adversário que tem a bola.

Por outro lado, aparenta ser um jovem com vários recursos e que ainda por cima conhece o jogo: com bola tem sido apenas um jogador de toque, e com qualidade (sobretudo à procura de apoios no corredor central), mas julgo que também pode sair em progressão. Tem potencial para isso.

Coiso disse...

Não gostei nada do Renato hoje no momento defensivo, pareceu-me muito pouca agressividade no ataque ao espaço, estou correcto ou foi impressão?