sábado, 23 de janeiro de 2016

Mitroglu.

O avançado grego teve nos seus pés, porventura, a situação mais fácil que um jogo deste nível pode proporcionar. 3x0+Gr. E apesar do resultado, não conseguiu pensar em mais do que nele próprio. Ainda que seja um jogo desportivo colectivo, pela forma como os jogadores foram educados é difícil fugir da notoriedade que o golo dá. Os jogadores crescem, jogam desde o mais baixo e chegam ao alto nível, mas continuam a decidir assim! 

21 comentários:

Paolo Maldini disse...

5 minutos antes há uma em que o Jonas está completamente isolado e ele não dá a bola, acabando por a perder num carrinho...

Bernardo Ferrão disse...

Não acredito! Chutou?! Foda-se!!! Já n via um 3x0+GR faz tempo....

João aka.. João disse...

Não é por nada que chegados a meio campo o Jonas lhe diz claramente para jogar no nico

João aka.. João disse...

É outra classe

Blessing disse...

Sim Maldini. E querem os outros 7 milhões por ele lol

Quem disse...

...daí a reacção do Jonas depois de marcar o golo. Furioso com o Grego. Insistiu com ele quando a bola voltou ao centro, dizendo que tinha de passar a bola a quem vinha ao seu lado esquerdo (quando o Jonas estava ao lado direito). O jogador que disputa o título de melhor marcador, preferiu que num 3*0, o portador da bola passasse a bola ao colega melhor colocado...

João disse...

É incrivel como os adeptos de café ainda dizem "ele tem de chutar, é avançado". O futebol tem isto... o golo é que dá noteriadade ao ponto do ridículo.

Jogo semanalmente futsal entre amigos e, mesmo que a um nível amador, é incrível que podes fazer uma equipa de 3 a 5 muitos bons jogadores tecnicamente e virtuosos vê-se com dificuldades perante outra que tem um grupo mais consistente, ainda que com 1 ou 2 com pouca técnica. Complicam 95% das jogadas, ainda que façam depois golões. E depois surgem estas jogadas muitas vezes e fazem o mesmo que o Mitrogolou.Cada vez que jogo numa equipa destas - eu sou mau jogador genericamente - divirto-me muito pouco.

Pronto, é brincadeira entre amigos... mas Mitrogolou ganha milhares para tomar a porra da decisão mais fácil que qualquer jogador com 2 neurónios saberia que era passar a bola.

Rodrigo fez o mesmo com Nolito na Champions contra o Barcelona e era continuar a listar. E saem desculpados pela massa associativa "ah, tem é de chutar". Enquanto for isto valorizado, é complicado.

«E apesar do resultado, não conseguiu pensar em mais do que nele próprio.» Só discordo desta parte, o resultado é mesmo a única desculpa para fazer esta parvoíce.

J. Saro

Rui Gonçalves disse...

Ouviu das boas do Jonas, que mesmo marcando ficou chateado com a decisão do colega, grande atitude mesmo.

R.B. NorTør disse...

Mitroglou fez o que 75% dos avançados do Benfica faz naquela situação (e cerca de 90% dos jogadores) e não é de estranhar face ao que é a evolução da equipa. Basta ver o que faria Jiménez, o que faria Carcela o que faria Guedes, o que faria Talisca (e a lista continua).

Apesar de haver algumas melhorias no jogo recente do Benfica, com mais bola no pé, passes entre linhas, jogo interior, mas há defeitos que se mantêm e alguns vícios que começam a passar para os jogadores. Lembro-me de um jogo há uns tempos na Luz em que o Jonas tem duas ou três ocasiões em que podia passar para o Mitro e não o faz. Se calhar há ali algo mais do que sentido colectivo (que de resto nunca foi muito acentuado neste Benfica de RV).

samuel disse...

Sei o que sentes. Também jogo com amigos semanalmente e há lá um que me tira do sério...ainda esta semana num 3 para 1 consegue optar por rematar, o gr defende, contra ataque e golo. Perdemos o jogo quando possivelmente o ganhavamos.

Hélder disse...

Ele esteve bastante egoista hoje. Sem desculpas...

José Ramalhete disse...

O Mitroglu joga de olhos no chão, não o vejo levantar a cabeça para se aperceber de colegas melhor colocados para rematar.

Schmeichel disse...

O que eu me ri ontem a ver o comentário ao jogo na SIC Notícias, onde nenhum dos comentadores (João Alves, Rodolfo Reis, Augusto Inácio e Rui Santos) compreendeu o motivo da insatisfação do Jonas. Para eles ele estava insatisfeito porque queria ser ele a marcar o golo e o Mitroglou pôs-se à frente. :D

Edson Arantes do Nascimento disse...

O que é que se pode fazer... O homem é assim, porque cresceu assim e deu-se quase sempre (muito) bem assim.

O Messi do Benfica, quando o gajo voltou ao meio-campo e ainda se foi queixar, explicou-lhe bem a situação: "É o quê?! Joga!"

Tirando essas parvoíces, acho que fez um bom jogo e é um jogador que eu aprecio. Facilidade com a bola nos pés, alguma criatividade, quando quer combina bem com os colegas, é forte no ar e a finalizar.

Por mim, olhando de fora, vale os sete milhões. Pagava amanhã.

Barbosa disse...

A jogada em que perde a bola para um carrinho é ainda mais grave. Não só porque ao guardar a bola não criou qualquer situação de perigo(se fizesse o passe deixaria Jonas num 1x0), mas principalmente porque ele tem dois momentos em que o passe pode sair. O primeiro antes de um adversário tentar o corte em carrinho, e depois já com o adversário no chão volta a ter autoestrada aberta para Jonas, e decide guardar a bola até ficar sem ela. Nem sequer tinha de ser rápido a decidir ou executar.

Em relação às peladinhas com amigos acho engraçado que desde miúdo "discutia" com o pessoal com quem jogava para termos princípios de jogo que só muitos anos mais tarde vim a compreender o valor que tinham. Por nunca ter sido física nem tecnicamente dos mais desenvolvidos procurava sempre jogar próximo e apoiado. Como os outros jogavam melhor, durante muito tempo achei que talvez eles é que tivessem razão, bola lá para a frente é que era. Lembro-me bem de reclamar que bola longa era uma jogada perdida, embora na altura não compreendesse bem a extensão do que estava a dizer.

fui disse...

Tem essa grande lacuna. Quer ficar no Benfica e acha que para isso tem de marcar mais golos...
Ainda assim acho que nesta altura dá mais ao jogo que o Jimenez. Que comparação fazem entre os dois? Há esperança de evolução num e noutro?

RS disse...

Epa sim, falhou uma batelada de golos e teve pelo menos 3 más decisões deste género, mas o trabalho de pivot dele foi muito bom. Creio que tenha a ver com a falta de confiança e a procura do golo "a todo o custo". São fases. Não deixa de ser um grande jogador para a realidade do campeonato português.

Ricardo Nascimento disse...

Não é fácil...

lê esta opinião:

http://geracaobenfica.blogspot.pt/2016/01/duas-situacoes-tratar-imediatamente.html

Tudo começou num lance na primeira parte em que completamente descaído resolveu rematar em vez de passar ao Jonas que estava sozinho no corredor central, depois foi o lance do carrinho e finalmente veio este.

Ricardo Nascimento

Blessing disse...

Ricardo Nascimento, opiniões. Há que respeitar. Se não ainda se pede uma ou duas semanas sem postar no blogue.

Ricardo Vilela disse...

E o lance em que o Jonas faz ainda pior que ele porque não estava sequer numa situação de 1x0? Não metes aí a imagem que ele decidiu rematar com o mitroglu em melhor posição sem oposição de dois defesas mais guarda redes? Concordo com o que foi dito mas um falhanço de um não torna o outro DEUS. O jonas é dos melhores a actuar e que já actuou em portugal mas também tem as suas falhas e nunca pode reagir da maneira que reagiu. Se quer criticar como bom profissional que para mim é e não meto isso em questão que o faça no balneário.

R.B. NorTør disse...

Nascimento... Deixa o Shadows a falar que é o melhor que fazes. Dar conversa a um maluco é como que validar a sua insanidade.