domingo, 14 de fevereiro de 2016

Aposta mais segura da semana. Bundesliga.



Augsburg em 442 de 3 linhas muito rigídas. Com criatividade, paciência e jogo de toque, é fácil colocar a bola entre linhas num centrocampista adversário, de frente para o jogo e pronto para desequilibrar.
Ofensivamente o 442 mantém a mesma rigidez. Os dois médios (Feulner e Baier) jogam de perfil e ficam demasiado distantes dos dois avançados. Apenas os médios ala aumentam a profundidade aquando do momento ofensivo. Uma equipa bastante coordenada, mas demasiado britânica para a realidade da Liga Alemã. Possivelmente a mais forte de toda a Europa.
Individualmente, possivelmente uma das equipas mais débeis da Bundesliga. Pouca criatividade e apenas o paraguaio Bobadilla parece sair da caixa.



Organizado defensivamente num 442, com Lewandowski e Muller a pressionarem mais à frente e com Robben e Douglas Costa como alas, a fecharem espaço interior, o Bayern defensivamente destaca-se pela agressividade que coloca na recuperação logo após a perda.

Ofensivamente muita dinâmica posicional e destaque para o jogo de posição dos extremos. Robben e Douglas Costa sempre em largura máxima, para receberem com muito espaço após a rápida mudança do centro de jogo.
Quer em organização ou em transição são demasiadas as opções e a variabilidade que o Bayern demonstra no seu jogo.  Seja em combinações directas, indirectas, seja variando rápido o centro de jogo, furando pelo corredor central em tabelas ou pelo lateral em 1x1, a equipa de Guardiola tem hoje um futebol imprevisível com soluções em todos os momentos e em todas as fases. 



Sem comentários: