quinta-feira, 21 de abril de 2016

Itália. Pátria do jogo táctico.

"Joguei 8 anos em Itália e, lá, muitas equipas não têm a ideia do que é jogo sem bola. Não significa que trabalhem mal, apenas sinto que fazia falta ao futebol italiano um técnico com os conhecimentos de Jorge Jesus. Aprendi mais sobre o processo defensivo em 7 meses com o mister Jorge Jesus do que em 8 anos de futebol italiano" Schelotto.

Apenas o complementar sobre o que por aqui se diz sobre o que é a Série A há já uns bons anos...

17 comentários:

ocaravela disse...

Vi isto num dos sites desportivos e soube logo que provavelmente já estaria aqui também...

Jogar sem bola. Processo defensivo. Até pode não ganhar o campeonato, mas o futebol do Sporting nunca esteve tão bom. Se Jesus ficar, para o ano será ainda melhor.

miguelborges6 disse...

"Depois vão ver quem vai jogar, mas é normal que quem joga numa equipa grande saiba que os centrais têm de assumir o jogo. Seja quem for que jogue com eles. Os centrais e os médios centro são muitas vezes os que têm o maior número de passes durante os jogos. Quem jogar a central sabe que tem de construir, controlar e comandar do primeiro ao último segundo".

"Centrais de equipas grandes têm de saber construir. Eles em conjunto com os médios acabam por comandar grande parte do jogo. Quanto mais qualidade tiverem, melhor. Tenho confiança neles".

E estas declarações de Peseiro? Ao menos nas ideias parece ter algo de bom, apesar do que tem saído em campo não ser grande coisa.

carlos disse...

A pergunta que se impõe é:
- face ao previsível castigo de despromoção do SCP pelo caso Paulo Pereira Cristóvão, como se irá processar o alinhamento da próxima época na divisão secundária no que diz respeito à equipa B? Desce também? E como se irão encontrar os outros concorrentes tanto para a 1º como para a 2ª divisão? É mais um que desce ou sobe um a mais? Agradeço que responda quem pensa saber.

bio disse...

Essa é a pergunta que se impõe neste post?

Está boa essa.

Gonçalo Mano

Más Semilla disse...

Previsível? artes divinatórias? não me parece que façam sentido num blog onde o cérebro predomina...

Paulo Duarte Miguel disse...

Palavras de circunstância, não parece honesto discutir o quão tático é o futebol em Itália a partir destas declarações.

Interior-Direito disse...


Carlos,

essa pergunta já teve resposta em 2013: https://www.publico.pt/desporto/noticia/liga-arquiva-processo-a-paulo-pereira-cristovao-1587955

Carlos Paixão disse...

Sendo Jesus o técnico que mais domina os processos defensivos nesta europa do futebol, entregando ele o processo ofensivo a individualidade dos executantes, não seria o REAL MADRID, a equipa em que o mister encaixava melhor?? O que seria...

Se sim, quais as dificuldades que se previam? Qual o papel reservado a Modric? (J.Mario??)

Este é o meu sonho desde que o mister vestia de vermelho..(e de certeza que deve ser o dele também!!)

airkiler disse...

Ora este senhor diz que aprendeu mais com JJ do que em anos de serie A, agora sei porque está em Portugal.

M. disse...

Palavras de circustância seriam algo como "está a ser uma boa experiência, gosto do País, das pessoas, blablabla".

Dizer que aprendeu mais em 7 meses do que nos 8 anos anteriores parece-me bem mais que isso:)

Ricardinho disse...

A pergunta mais iluminada que já vi por aqui looooooooool

LC disse...

Isso vindo da boca de um gajo que em 8 anos de Itália jogou em 7 clubes inclusivé Serie C1 e Serie B quer dizer muito.

bio disse...

Também acho era a cadeira dele.

Gonçalo Mano

Vasco disse...

Olhem esta lição:

https://www.youtube.com/watch?v=nGcgALUI9Ms

R.B. NorTør disse...

Eu também acho que ele queria a cadeira e seria bom para ele se o empresário lhe desse a cadeira. Agora, JJ naquele balneário...

DM disse...

É pena que mesmo com tudo o que tem aprendido continue tão mau jogador. Então a fraca relação que tem com a bola é assustadora para um internacional italiano

bio disse...

Tens duas formas de ver isso:


1) catástrofe total, ele sai ao fim de 3 jogos. É bem possível acontecer eheheh

2) ele consegue agarrar os jogadores. Estás aqueles jogadores num modelo destes? Ele destruía a Europa (ligeiro exagero)

Gonçalo Mano