sábado, 23 de abril de 2016

Melhor aposta da semana. La Liga.


Sevillha de Emery em 4231 no momento defensivo, com ponta de lança entre centrais, procurando cortar linha de passe e condicionar lado da saída para o ataque do adversário, para um modelo de grande desdobramento ofensivo. Muita mobilidade, com várias trocas posicionais em organização ofensiva, tornam o jogo de Emery muito complicado de parar. A proximidade entre jogadores acautela também a transição defensiva para além das opções que dá ao portador da bola.
Em organização defensiva joga sempre com as superiorides e os médios centro articulam bem em cobertura garantindo protecção ao espaço central à frente dos dois centrais.

Na transição ofensiva é das mais atraentes da Europa. Banega define a grande velocidade e na frente há quem finalize com mestria. Derby grande de Sevilha a pender para um empate pelos aspectos emocionais associados.


Confortável na classificação a equipa agora de Juan Merino.
Seja onde for que se desloque sempre a procurar ser pressionante no meio campo ofensivo. Sempre a procurar reagir com intensidade à perda para guardar a bola para si. Algumas distâncias sobretudo em profundidade por controlar. Equipa fica muito estendida no campo. Mas fica a ideia aprazível.
Com bola procura sempre sair pelos pés dos centrais, que percebendo o risco então entregam no guarda redes que decide bater na frente.
Em transição ofensiva aproveita a velocidade de N’Diaye, que ainda assim nem sempre define com qualidade e sobretudo faz-se valer do grande momento de Castro. O avançado espanhol seja com mais ou menos espaço move-se com qualidade nas zonas de criação e tem golos para todos os gostos. O derby é sempre um jogo emocional. Moralizado o Bétis deverá tirar pontos ao melhor apetrechado Sevilha.


Sem comentários: