domingo, 12 de junho de 2016

Grupo D - Turquia x Croácia. Superioridade colectiva enorme.

A Croácia é até ao momento a equipa mais interessante do torneio, pela forma como procura construir, e pela forma como se posiciona para defender. Na criação é menos interessante por procurar constantemente potenciar Mandzukic na finalização em cruzamento. Jogando como jogam arriscam-se a ser a grande surpresa da competição, também pela qualidade individual de que dispõem. Alternando um pouco a procura das referências na área, tentando entrar na finalização de formas diferentes para baralhar um pouco um adversário poderão chegar mais facilmente aos golos. Ainda assim, uma performance muito agradável, e a melhor colectivamente até ao momento.



Reacção à perda, construção, ataque às zonas de finalização, preparação para a segunda bola.

Pressão

6 comentários:

Hélder disse...

Gostei muito da Croácia. Alias, é das minhas selecoes preferidas desde o Euro 96.

Só nao concordo que se calssifique como surpresa. Basta ver onde jogam os jogadores, quantos jogos europeus e de primeira divisao tem, etc.

Coletivamente forte, mas com individualidades de topo. Basta ver aquele meio campo...

Na Itv entre os comentadores estava o Bilic do West Ham, e quando lhe perguntaram porque motivo um país como a Croácia, com cerca de 5 Milhoes de habitantes produzia tanto talento ele responde com 2 factos:

- Jogadores jogam na primeira divisao croata desde os 17/18 anos, em vez de andarem em equipas B e emprestados.

- País pobre, logo sao compradas poucas Playstation.

Interessante...

Hélder disse...

Correcao: plaistechon

Iuri Miguel disse...

Tambem gostei muito de ver a Croácia, apenas um aspetp negativo, embora tentassem meter sempre 3 homens em zonas de finalizacao, abusaram em demasia dos cruzamentos, exploraram pouco o jogo interior ainda por cima com o 6 da Turquia completamente perdido em campo.

Ah e quem tem Modric tem (quase) tudo.

Blessing disse...

Hélder, "Só nao concordo que se calssifique como surpresa. Basta ver onde jogam os jogadores, quantos jogos europeus e de primeira divisao tem, etc."

Exceptuando as grandes competições eu vi zero jogos da Croácia. Independente do grupo de jogadores que tem, para mim é uma surpresa. A Sérvia também tem um grupo de jogadores fantásticos e não joga metade.

"Na Itv entre os comentadores estava o Bilic do West Ham, e quando lhe perguntaram porque motivo um país como a Croácia, com cerca de 5 Milhoes de habitantes produzia tanto talento ele responde com 2 factos:

- Jogadores jogam na primeira divisao croata desde os 17/18 anos, em vez de andarem em equipas B e emprestados.

- País pobre, logo sao compradas poucas Playstation.

Interessante..."

Não espanta! Tendo em conta a importância das horas de prática, e de se começar a jogar mais cedo com/contra jogadores com mais 10 anos de futebol.

" apenas um aspetp negativo, embora tentassem meter sempre 3 homens em zonas de finalizacao, abusaram em demasia dos cruzamentos, exploraram pouco o jogo interior ainda por cima com o 6 da Turquia completamente perdido em campo."

É também a minha principal crítica. Penso que o fazem para beneficiar Mandzukic, mas acabam por não o colocar tantas vezes em situação de golo por se tornar um pouco previsível o movimento dele, e a decisão do jogador que cruza. Mudando um pouco, procurando por exemplo por vezes um passe atrasado para os jogadores que chegam de trás já traria outros problemas a quem defende.

Luis Santos disse...

Achas que são comportamentos coletivos treinados ou é influência dos perfis individuais no modo de jogar colectivo?

Blessing disse...

Tenho a certeza que é o que o treinador quer