terça-feira, 14 de junho de 2016

Primeiros 45 minutos portugueses no Euro 2016

Notas.

- Também Portugal rendido ao 442. Incrível como nos últimos 4, 5 anos a tendência para se jogar em 433 decresceu abruptamente e hoje uma percentagem muito significativa de clubes e selecções a nível mundial apresentam um 442 muito claro no momento defensivo;

- Apesar das dúvidas que se colocavam sobre si, Moutinho sempre a aparecer em bom nível nas provas grandes. Sempre com qualidade quando em passe liga a construção com a criação;

- André Gomes, com grande classe mesmo no corredor lateral. Futebol pausado e pensado. Qualidade técnica e inteligência nos espaços onde pede a bola. Sempre opção para receber já no bloco adversário;

- Danilo a ocupar uma vaga que poderia facilmente ser de outrém. Em campo unicamente para momentos defensivos. Sempre a lateralizar sem arriscar jogar dentro. Presença a justificar-se somente pelos momentos defensivos;

- Adversário tão baixo, as dificuldades para criar desequilibrios aumentam. Tipo de jogo perfeito para baixar Moutinho e juntar-lhe Renato. Alguém na posição seis que ofensivamente acrescentaria e o jovem do Bayern com grande capacidade para em posse desequilibrar a linha média adversária. Um risco que perante o desnível visto na primeira parte se justificava completamente. Uma ideia muito mais ofensiva, muito mais capaz de provocar desequilibrios na rigida estrutura adversária apenas com uma pequena troca;

- Ricardo. Ainda a classe de sempre. A velocidade com que antecipa tudo e sai com bola.

4 comentários:

lance101 disse...

Acho que o 442 Portugal esta a resultar muito bem, particularmente contra as equipas mais fracas. Tambem gostava que houvesse um bocado mais de agressividade a fazer a bola entrar no espaco central do meio campo ofensivo (Moutinho, Pepe e Danilo passam muitas vezes para o lado)... Mas ta a ser uma boa exibicao.

Acho o Andre Gomes um bocado pastelao, e gostaria mais que jogasse Nani na ala e Quaresma na frente (mas nao sei se o Quaresma esta disponivel). O Moutinho ja nao vale o que valeu, mas esta a jogar razoavelmente bem. O Danilo parece muito fraquinho a lancar o ataque... serao instrucoes? Com o William acho que fariamos entrar muito mais bolas na zona da criacao.

Henrique disse...

o danilo está a dar pena, não consegue perceber nada do que se passa à sua volta, é incapaz de disputar uma bola pelo ar. quem paga a fava é o carvalho.

Ricardo disse...

Até dia 1 de Julho o Renato ainda é o jovem jogador do Benfica.

R.B. NorTør disse...

O Danilo... O único que não faria mais do que Danilo naquela posição seria o Éder. Aliás o momento em que passei de estar chateado para o modo "não sinto nada" foi quando vejo uma jogada e digo para mim mesmo «Danilo passa para Éder». Para mim, o Euro acabou nesse passe. Falhado como se quer, entre um misto de má decisão e inépcia na recepção.

Tirar João Mário, André Gomes e Moutinho, para meter Quaresma e Éder e deixar Danilo em campo é de génio. Ou melhor, de esperar que um génio conceda três desejos.

A partir daqui tudo é lucro. Se passarmos a fase de grupos é para festejar. Se chegarmos perto de ambicionar uma medalha é de ficar em coma!