sexta-feira, 1 de julho de 2016

Portugal na meia final. Curtas.

- Defender e esperar um rasgo individual. Difícil de aceitar quando o adversário não tem melhores armas. Tem resultado, facto!

- Ronaldo a entregar-se. Sem vedetismos. Sem procura excessiva de protagonismo. Merecia pela mudança radical de atitude ter tido a notoriedade que tanto adora. Perceberia mais facilmente que este é o caminho.

- Se a estratégia está identificada (defender e esperar o rasgo individual), como se pode deixar Renato desde a segunda parte esquecido num corredor lateral? Depois de uma primeira parte extraordinária, sempre a dar seguimento, com vários passes verticais a colocar a bola entre linhas adversárias, e a desequilibrar em posse quando a assumia em condução para posterior passe, como quando deixou João Mário e mais tarde já na segunda parte Quaresma em grande posição, ou quando almejou o golo, desapareceu completamente quando encostado à ala. Perceberam-se as duvidas de Fernando Santos. Muito mau no posicionamento defensivo na ala. Sempre sem se ligar com os colegas do meio campo, demasiado aberto a permitir o passe entre central - extremo adversário. Acabou a jogar do lado do banco, seguramente para ser ajudado pelo treinador. Todavia, perdido na ala perde tudo o que dá ofensivamente. 

- Moutinho e Adrien incapazes de com bola criar o que quer que seja. Adrien com diversos erros técnicos e Moutinho que mesmo quando teve espaço para progredir, travava e voltava para trás. Tudo demasiado enfadonho e sem risco. Mas talvez seja estratégia. Retardar ao máximo o empate e esperar por algo inventado por Renato, Nani ou Ronaldo.

- Rafa, o melhor de todos os portugueses para a posição de ala, continua a ver colegas muito menos aptos do ponto de vista táctico, técnico e de decisão a ocupar o seu espaço. Não se percebe bem qual é a ideia de numa equipa com pouca ligação ter alas incapazes de criar o que quer que seja. Rafa poderia criar. E não seria por ele que a ligação continuaria inexistente.

- Eliseu. Bastantes dificuldades em todos os momentos da partida. Com bola ou sem, sempre sem soluções. Individualmente foi o português que mais lacunas revelou.

- Pepe e José Fonte com notoriedade num jogo de duelos. Alguns lances com notória descoordenação... com ambos sobre a bola. Muita impetuosidade num estilo de jogo que sofrerá maiores dificuldades contra equipas com um estilo bem diferente que não o provocar duelos individuais.


26 comentários:

Ricardo disse...

Resumidamente, Portugal faz lembrar o Benfica recém-campeão: sem saber muito bem como, arrisca-se a levar o caneco para casa! Não por causa do elenco (certamente melhor que em 2014, eventualmente que o de 2012), mas do realizador.

Nuno disse...

Falta um parágrafo para a exibição (!) do Cédric. Cancelo e André Almeida a ver no sofá

André Santos disse...

porra, apesar de tudo, não ponhas o Moutinho e o Adrien no mesmo saco... Aquela bola do Moutinho para o Ronaldo, nem nos melhores sonhos do Adrien.

Marco Van Basten disse...

olha! afinal sp criou! Sim, é mt melhor... mas tb irrita n dar 3 passos com a bola no pé... tornou-se tudo tão mecanico q aparecer quem corra com ela já faz diferença...olhas p o jogo e já poucos gajos sao capazes de andar c a bola para trás e p a frente... é passar videos do Iniesta à bruta...

Paulo Sérgio Portugal Malheiro disse...

Eu ia jurar que o Moutinho isolou o Ronaldo...
Deve ter sido a minha tv.!
Nani muito inconsequente...ganhou algum duelo?
Ronaldo não se sente bem como ponta de lança!
Renato fez um bom jogo...mas taticamentemtem muito de aprender!
João Mário foi fraquinho...Rafa nunca irá calçar com este Santinhos!

Blog de Portugal disse...

Ronaldo se não tivesse estado mal na finalização tinha visto que entregar a notoriedade à equipa acaba por lhe dar naturalmente a notoriedade que ele quer.

Sobretudo em dois cruzamentos - um que vai à meia volta e chuta contra um polaco; e outro em que não acerta na bola.
Penso que um Ronaldo normal na finalização tinha feito hoje um golo +/- fácil. E isso deve-se também à forma de jogar mais coletiva que ele tem tido desde o jogo com a Hungria.


Quanto ao Rafa, concordo, mas duvido muito que vá ser agora que vão apostar nele. Numas meias-finais e já sem jogar oficialmente há bastante tempo é quase certo que é para esquecer.

André Santos disse...

sim, é verdade. ver o Renato é uma frescura do caraças. tem uma convicção a levar a bola que parece que vai dar sempre certo!

TheKuiou disse...

excelente texto...

Não se percebo deixar o Renato no corredor tanto tempo... este exagero para o equilíbrio, é irritante!!

Aquilo que o Renato dá a Portugal no meio com bola, mas ninguém dá...

Portugal precisa dele ali, MUITO!! Mesmo que fique mais desequilibrado!!!

RedAtheist disse...

Talvez o melhor seria por o Renato na posicao dele e o Rafa na ala esquerda.Com o Danilo a fazer de Fejsa o Renato da bem conta do recado e pode ter mais liberdade para criar a partir de tras e o Rafa pode dar aquela magia e criatividade na ala que tanto tem faltado neste Euro.Sinceramente nao percebo como e que o Andre Almeida nao esta no Euro,depois da temporada que fez ele bem merecia e e bem melhor que o Cedric ou o Vieirinha.Quanto ao Eliseu, se o Fabio nao se tivesse lesionado ele estaria agora a fazer treinos bi-diarios no Seixal.Nao sei a tua opiniao mas para mim o Nani esta muito fraco,e verdade que fez um grande passe no golo, mas no geral tem sido muito mau.

Nairo disse...

LOL

NSC disse...

Não se sabe como é que o Benfica foi campeão? Ainda nisso?

R.B. NorTør disse...

A diferença do Moutinho para o Adrien é mesmo aquela bola açucarada do Moutinho, no resto foram um e o mesmo jogador. Renato foi o melhor jogador da primeira parte, no resto do jogo sobressai o Pepe.

Quanto ao Ronaldo concordo se aplicado a partir do intervalo. Muito diferente, para melhor, no regresso dos balneários. Aquele lance, na segunda parte em que com um toque parte a defesa polaca, mas o Renato não acompanha a jogada...

João Mário e Renato na linha é desesperante. Os dois na linha então é de bradar aos céus. E os 8723098473248 cruzamentos espectaculares que fizemos?

Marco Morais disse...

4x4x2 losango (a la Benfica 09/10)

Patrício

Vieirinha, Pepe e Carvalho, Raphael (lesionado)

William (suspenso para as 'meias')

Rafa, João Mário, Renato (este muito mais dentro do que Rafa)

Quaresma e Ronaldo

Desde que se soube da predilecção pelo 4x4x2 que este é o 'onze' em que mais penso.

De resto nada tenho a acrescentar, a não ser que temos de agradecer imenso ao alinhamento cósmico que nos está a permitir fazer isto. Anos e anos a colher fado por jogar bonito? É fazer o oposto e estamos protegidos :P O engenheiro vê isso, nós não!

Tiago disse...

Aquela entrada do Danilo em vez do Rafa matou-me.

DC disse...

Sim, aquele passe que isolou o CR fui eu que o fiz, não foi o Moutinho...
O que se faz para tentar exagerar as qualidades do Renato.

Edson Arantes do Nascimento disse...

Foda-se comparar a forma como a equipa tuga jogo com o Benfica, é preciso ter lata.

Mike Portugal disse...

O Ronaldo ontem deve ter feito dos seus melhores jogos coletivos só que falhou na finalização e o árbitro não marcou um penalty escandaloso sobre ele aos 30m.

Renato tem que ser tirado o mais possivel do processo defensivo. É metê-lo a pressionar os centrais adversários se for preciso. De resto é deixa-lo em campo para correr com a bola.

Apesar da pouco cobertura defensiva que temos, a Polónia nem assim conseguiu aproveitar para criar grande perigo e teve muita sorte em o Ronaldo ter estado em dia de não acertar na bola.

Barbosa disse...

Sobre os últimos parágrafos, não sei se vi coisas que não estavam lá, mas pareceu-me que quando a Polónia atacava pelo lado esquerdo existia sempre um espaço enorme entre o Cedric e o Pepe. Várias vezes que a Polónia criou algum perigo passaram por explorar essa zona. Cabia a pepe aproximar mais e toda a linha vir mais para o lado da bola, ou deveria ser William a dar cobertura ao Cedric?

Quanto a enfrentar outro tipo de adversários, há uma jogada da Polónia (pelo lado esquerdo, lá está) daquelas que parecem "simples", em que duas tabelinhas deixaram a linha defensiva toda a ver jogar. Não deu nada porque era a polónia e só aconteceu um envolvimento daquele tipo em 120 minuntos. Contra melhores executantes a forçarem constantemente aquele tipo de lance, até tenho medo de ver.

Maddox disse...

DC, chora looooooooooooool e pelo caminho aprende qq coisinha que tanta burrice já faz comichão

Blessing disse...

Na minha opinião Adrien e William estiveram muito bem, dentro do que cada um pode dar tendo em conta o que lhes é pedido.

DC disse...

Maddox, acho que falta um o nesse lol

Robert Robson disse...

A maior tristeza do dia de ontem foi descobrir que os cartões amarelos são limpos no final do próximo jogo. Assim já não vamos poder ver Rafa a jogar. Eu já andava a gozar antecipadamente o filme, dizendo para comigo mesmo que tinhamos um agente secreto a trabalhar para nós, tão tão secreto que ele nem sabia que estaria a trabalhar para a gente, quando pressionasse os arbitros para distribuir cartões amarelos pelos intocáveis da selecção.

O Renato foi enfiado a um canto por altura do golo. Lembram-se da rábula das instruções do treinador. Os comentadores dissertaram longamente sobre o assunto. O João Mário também, ou talvez um pouco mais cedo ainda.
Sobre o Renato já se falou longamente. Pergunto-me se alguma vez se o pouco comprometimento defensivo se corrigirá. Quanto ao João Mário, que também precisa de liberdade de expressão futebolística, pergunto-vos se o seu rendimento só será notável caso lhe concederem um lugar na exclusiva linha de jogadores da frente?

Teconfil Limitada disse...

Falar no Eliseu e não falar no Cedric e no facto do seu erro inacreditável ter permitido o golo mais rápido da história dos Europeus é esquisito...

Ricardo disse...

Não se sabe como é que o Benfica foi campeão? Ainda nisso?

Foda-se comparar a forma como a equipa tuga jogo com o Benfica, é preciso ter lata.


https://www.youtube.com/watch?v=fr9EQOpan88

Miguel Pinto disse...

O maior elogio que posso fazer à nossa seleção é o facto de jogarem aquilo que sabem, não tentam fugir disso, o guião apresentado pelo treinador também é de fácil compreensão e daí aparecem os 5 empates. Muito pragmatismo na leitura dos jogos pelo F.Santos e fé na santinha.
Ganhar categoricamente é cada vez mais difícil mas da forma como se enaltece jogadores que, na minha opinião, ficam a léguas de figo, Rui costa, maniche, Paulo Sousa, Costinha, Rui Jorge entre outros, quase que me levam a acreditar que estamos perante o futuro campeão europeu e mundial.
Haja paciência.

Tiago Santos disse...

Tanta gente a falar que o Renato não defende mas se ele dá tanto ofensivamente não era melhor adequar a táctica? Nem é por ele é por todos visto que a actual deixa muito a desejar.

Não podíamos jogar com um meio campo de 3 ? Renato, Adrian, Danilo. E depois meter o Nani na esquerda JM na direita.

Ou até iria mais longe mas era menos consistente o meio campo. Renato, JM no meio. Rafa na esquerda, nani na direita. Depois aqui já podemos fazer várias combinações